4

Ding dong, hora de voltar!

Como diria minha mãe: “o bom filho à casa torna”. E não é que ele retornou?! Após dois meses sem escrever um “ai” nesse bendito espaço, cá estou eu de férias da universidade, com um tantinho de tempo de sobra e muita coisa para contar.

POST_COMEBACK

Voltei, wordpress! ♥

Não viajei pra orópa, nem para os Emirados Árabes Unidos, apenas estive recluso por motivos de… vida offline. Mas estou bem feliz em poder estar novamente aqui, compartilhando sobre tudo o que eu gosto e acho relevante (ou penso que seja).

9170-1Bom aluno que sempre fui (mentira, mas de vez em quando tento ser), estou tentando absorver as técnicas de agendamento de posts com a vizinha Ale Garattoni (que agora está off, mas promete um comeback super legal). Pretendo não perder o passo por aqui, já que, né, meu papel como futuro jornalista é pelo menos tentar escrever ou contar algo.

KINFOLK -  Ice Cream and Flowers 5

Espero que esse meu pique dure por muuuuuuito tempo. E vamos que vamos, hora de por a mão na massa!

1

Dramatic

Sei que o blog trata principalmente de moda masculina, mas de vez em quando vejo algumas coisas que são impossíveis de não postar. Fazendo uma pesquisa nas minhas pastas do pc, encontrei um scan de um editorial da Vogue Paris, logo ali em  agosto de 2009, quando McQueen ainda estava vivo e criando com toda maestria.

Esse shoot GENIAL E ÉPICO faz parte de um editorial que continha quase 70 páginas, fotografado por Inez van Lamsweerde & Vinoodh Matadin. O vestido icônico vem lá da coleção Fall/Winter 2009-2010, desfile esse que trouxe referências dramáticas, um bocão a lá Leigh Bowery, paródias com os clássicos da Dior e da Chanel. Incrível!

25160_2009_08_vogue_fr_033_122_495lo2

2

Savage Beauty

Desde 2011 quando aconteceu a exposição Savage Beauyty no MET, aquela com uma retrospectiva geral sobre a carreira de Alexander McQueen, eu paquerava todos os dias com o livro que também leva o nome da expo. Daí que recebi da minha querida amiga Kelly Pinheiro,do blog Chic Fashion Trends, uma edição do livro. Já tinha visto algumas fotos em sites, mas não sabia o quanto ele (livro) era genial. Confesso pros quatro ventos que sou apaixonado pela obra do McQueen, tipo amor adolescente. Hahaha CAPA_LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN Para começar, a capa tem efeito tridimensional, em certo ângulo você consegue visualizar um portrait do McQueen e em outro uma caveira dourada, marca registrada do estilista. CAPA_2_LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN Nas páginas seguintes, há toda uma retrospectiva do seu trabalho, dividido por temas e coleções, sendo intercaladas por curiosidades sobre a peça em questão. Genial apreciar certos detalhes das roupas e saber da sua construção, fica evidente todo o processo criativo, meio insano e trabalhoso.

Clique na foto para dar zoom
_LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_2 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_3 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_4 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_6 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_5 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_7 _LIVRO_ALEXANDER_MCQUEEN_8 Obrigado novamente pelo presente, amiga. Terá um suuuper bom uso! Já pra coleção! hahaha

1

Street de primeira linha!

Lembro bem quando comecei a acompanhar as semanas de moda via Style.com, por volta dos meus 16 anos, naquela época eu ainda muito verde (se bem que ainda continuo, pelo menos acho) não conhecia metade do line-up, principalmente da NYFW. Betsey Johnson? Donna Karan? WHO? Um mundo de novidades ainda nem descobertas!

Maaaas, teve um naquele meio que me fez coçar o pensamento street: era abusado, fantasioso e curioso. Jeremy Scott virou xodó pra vida inteira, além de figurar pastas e mais pastas no meu desktop com suas coleções desejáveis. Eu pelo menos sofri vendo cada um daqueles suéteres com prints geniais. Hahaha

Pros que não sabem ou estiveram em coma durante N anos, o estilista americano mantém uma longa parceria com a ADIDAS, produzindo tênis e vestimentas para a linha Originals (sou fã!). Daí que pro bem da minha pobreza, ele lançou a coleção inteira para essa temporada (Inverno 2013). Pra piorar, recebi o lookbook, o que significa, to quase vendendo um rim.

Selecionei umas coisinhas que eu adorei, nada demais, só um rombo no orçamento:

ADIDAS_JS_9 ADIDAS_JS_8 ADIDAS_JS_7 ADIDAS_JS_6 ADIDAS_JS_5 ADIDAS_JS_4 ADIDAS_JS_3 ADIDAS_JS_2 ADIDAS_JS_1Po, Adidas, vê se traz a coleção inteira pra cá! #JABAZISMOS

2

Só um instantezinho

NEWS_COJ_1 copy 2Me sentindo mal por não estar postando como deveria, mas como vocês devem saber (se não sabem, ficam tendo conhecimento agora) sou estudante de Jornalismo em pleno período avaliativo. Então já viu, né! Provas, trabalhos, projetos, textos e mais textos, estágio e muita coisa nonsense.

Buttttttt, não abandonei vocês e nem pretendo. Apenas dando essa pequena pausa (de no máááximo 1 semana) até voltar com tudo. Como dizia minha amada Catherine Baba “JADOOOOOOORE YOU!”

Ahhh, por falar nisso, tá rolando temporada masculina de desfiles lá na gringa, então teremos MUITOS posts comentando cada uma, selecionando os melhores e levando tudo para vida real.

Quer melhor? Só se com isso também viesse um cartão de crédito platinum, suprindo todos os nossos desejos dessa temporada.

Bjs e até já!

6

Segundona inspiradora

MONDAY_MONDAY_ARTESegunda começa de boa, essa semana rola congresso na Universidade, o que significa semana atoladíssima! Para animar um bocadin tem esse look da mais recente edição da Schon magazine. Gamei nessa jaqueta bomber e na camisa, ambas da Burberry.  Look completamente lindo!INSPIRAÇÃO_SCHON_MAGAZINE_ARTE_1

Clique na imagem para dar zoom

15

Come on John!

Para quem não me conhece sou João Carlos Magagnin, estudante de Jornalismo, tenho 20 anos e moro láááá no olho do elefante (vide mapa do Rio Grande do Norte, vide Mossoró). Para alguns eu já sou figurinha antiga na internet, escrevo desde 2009 em alguns blogs e mantenho o costume de falar sobre moda e outras coisas do gênero.

Minha primeira Vogue. <3

Minha primeira Vogue. ❤

O gosto pelo assunto apareceu quando eu ainda era criança (11 anos ainda é, né?) quando li pela primeira vez a ELLE Brasil, fiquei extremamente encantado e meio que abestalhado por fuçar um mundo completamente diferente do que eu vivia. Aos 15 anos comprei minha primeira Vogue Brasil (R$14,90 eram uma fortuna na época! hahahaha), o passo mais importante. Foi lendo a revista que eu decidi vasculhar , conhecer e compreender o que cerca a moda.

Através dela conheci pessoas maravilhosas, essas que compartilhavam das mesmas ideias, que viviam ou gostavam bastante do assunto. Poderia listar umas 100 aqui, mas ficaria tão extenso que eu provavelmente esqueceria do nome de algumas. Mas de qualquer maneira fica aqui meu agradecimento pra cada uma, que provavelmente sabem que são/foram esses agentes transformadores.

Captura de tela 2013-04-16 às 16.25.34

Depois de uma pausa curtinha de 3 anos sem blogar exclusivamente em meu nome, resolvi voltar ao wordpress e reabrir um blog com minha identidade, minhas características e tuuuuudo que eu amo e gosto.  Sentia falta de compartilhar ideias, coisas e realidades, aquilo que torna a vida muito mais legal.

O Come on John surgiu depois de umas semanas de muito pensamento. Brinks, mas partiu da vontade-master de falar em meu nome. Tava lendo tanto o blog das amigas @andpizzazz @f_utilidades @alegarattoni, que me senti tentado a voltar ao meu próprio espaço.

Por aqui vou falar sobre moda, arte, música, cinema e mais algumas coisas aleatórias que vão aparecer com o tempo. Espero que vocês curtam passar um tempo comigo, lendo, vendo e conhecendo meu dia a dia.

Bjs e até o próximo post. 😉

Ps.: Desculpem pelo post grandinho, mas é que eu fui escrevendo, escrevendo e deu nisso. Hahaha
Ps2.: Obrigado a @mathws e @danielborja pela ajuda na escolha do nome do blog. Adorei todas as opções, ri pencas!