1

Wella vs. L’Oréal, qual o melhor?

Desculpa a falta por aqui, mas é que essas últimas semanas não foram fáceis, tá? Hahaha Mas como eu já tinha programado alguns posts na minha agenda de pautas, tudo fica mais fácil.

Hoje o post é sobre cabelo, uma das nossas menores preocupações no mundo masculino, ainda que venha crescendo constantemente a procura por salões, produtos e linhas especiais criadas para nós homens — por falar nisso, a AXE lançou uma linha de styling muito legal.

Eu nunca tive vaidade alguma com o meu, ia num salão bem comum, não passava nadica no cabelo e no máximo uma penteada nele arrumava tudo. Porém como a vida tem dessas mudanças, passei a frequentar o Vintage, isso porque acordei num daqueles dias em que a vontade de mudar era crucial. Ahhh, depois disso vocês já sabem…. me viciei por completo em cuidar do meu sofrido cabelon.

Antes de eu viajar a Natal para curtir um Carnaval mais tranquilex, passei no salão pra arrumar a juba com o Ruy (amigo e hair stylist do Vintage), e de quebra conheci um óleo da Wella que acabava de ser lançado.

ÓLEO_1

O óleo magia é um dos produtos de finalização/styling da marca, criado para cabelos que passaram por processos de alisamento, coloração ou luzes. Com uma fórmula que inclui óleo de macadâmia, óleo de abacate e vitamina E, a principal função dele é hidratar aquele cabelo sofrido (tipo o meu kkkkk), realçando a cor e o brilho . Pra isso ele inclui três formas de uso que eu geralmente pratico:

#1 – Logo após o banho. Aplico no cabelo ainda úmido e ganho maciez em dobro na hora de pentear o cabelo. Isso é extremamente prático pra mim, que na maioria das vezes não tenho paciência de esperar o cabelo secar. É vapt vupt!

#2 – Com os cabelos secos. Pressiono uns dois “pumps” do produto, esfrego nas mãos e passo no cabelo, o brilho do cabelo acende. Eu sei disso porque nas ultimas vezes que usei, a cor do meu cabelo que é um cinza escuro, ficou extremamente vivo e até angariou uns elogios. Hahaha

#3 – Na máscara de hidratação. Essa eu aprendi com… não lembro, mas enfim, três pumps do produto junto da máscara + 5min no cabelo resolvem muita coisa, a hidratação rende pra caramba, tento fazer semanalmente.

Mas e ai que dia desses percebi que meu Oil Reflections estava quase acabando, então resolvi testar o tão famoso o óleo extraordinário da Elséve.

ÓLEO_2

Descrito como Óleo Extraordinário, o bendito contém um mix de óleos de flores preciosas que enriquecem bastante o produto: óleo de Lótus + óleo de camomila + óleo da flor de tiaré “monoi” + óleo de margaridas + óleo de rosas + óleo de linhaçaSão tantos óleos que eu até me perdi na hora de falar sobre ele.

Em duas palavras posso dizer que ele é: baratíssimo e (MUITO) cheiroso. Hidrata sim, mas para cabelo seco igual o meu o efeito não é tão duradouro assim. No máximo umas 2h, que valem a pena pelo preço. Não me arrependi de comprar, pois acabo usando no dia a dia, ou quando estou em casa e apenas quero deixar os fios com uma aparência mais saudável.

As formas de uso são iguais ao do Oil Reflections, mas esse já serve pra todo tipo de cabelo, o que facilita ainda mais.

ÓLEO_2_3

Daí tu vai me perguntar “mas e ai, qual o melhor?!”. Os dois são ótimos, mas o que os diferencia é o preço e a durabilidade do efeito. Enquanto o Oil Reflections é vendido a R$90,00 , o Óleo Extraordinário chega a custar R$23 em farmácias e supermercados. Se você tem um budget sobrando, vai de Wella e seja muy feliz, caso não, o Elseve é uma boa para alguma emergência “cabelísticas”.

Anúncios
0

Frescor au Brésil

PERFUME_ARTE_1

Foto: Come on John

Na minha viagem a João Pessoa (PB) em janeiro, entrei em contato com a natureza mais do que o normal, já que a cidade é rodeada de praias lindas e um clima aconchegante. Mas na minha fugidinha ao shopping (mesmo com a paz que a natureza confere, eu ainda amo a inquietação dos shoppings kkkk) visitei a loja da L’Occitane no Manaíra Shopping para provar a linha Au Brésil.

Como eu já tinha visto/lido em diversos sites sobre o lançamento, fui auxiliado por uma das atendentes na escolha do meu perfume. Para quem não sabe, a coleção tem como ponto de partida o Brasil — claro, o nome do nosso país estampa em língua francesa os rótulos (Brésil) — além de ser a primeira vez que a L’Occitane cria uma linha em parceria com outro país e foge da sua produção na França,  que significa o uso de produtos super brasileiros produzidos em São Paulo e na Bahia, inspirados por diversas plantas da nossa terra.

PERFUME_ARTE_2

Fotos: Instagram @comeonjohnn

Provei o perfume da linha Jenipapo e foi amor a primeira vista “cheirada” hahaha! Uma sensação refrescante e ensolarada, como se eu tivesse próximo a uma das praias da cidade. Levei e usei até a última gota — por falar nisso, os perfumes além de muito bons são baratíssimos, numa média de R$80 pelo frasco de 300ml— , tanto é que já comprei Jenipapo, Vitória-Régia e Bromélia, cada um mais incrível que o outro.

Pra quem procura um cheirinho especial e bem suave, eles são a opção certa. Eu geralmente uso o meu a qualquer hora de tão refrescante que ele é.

———

Não segue o blog no insta e no Facebook? Corre lá que dá pra acompanhar todas as novidades e mais algumas coisinhas. Hahaha
instagram.com/comeonjohnn
facebook.com/comeonjohn

Bjoo!

2

Meu primeiro perfume masculino

“Marr como assim você nunca usou um perfume masculino?!” É o que provoca mais sustos nas pessoas quando perguntam quais perfumes uso. Como falei em post beeem anterior, sempre preferi fragrâncias femininas ou unissex, logo nunca senti essa atração toda por cheiros fortíssimos, quase sofríveis.

PERFUME_BANG_MJ_CAIXA

Em mais um dos milagres da humanidade, cheguei em casa e vi que havia um presente arrumadinho e bonitinho. Em caixa metálica e um MARC JACOBS continuado por um BANG, o dia estava prestes a mudar de cor #QuemNãoAmaPresenteNé? Hahaha Minha tia, muito generosa, tava ali mudando meus conceitos sobre perfumaria masculina.

PERFUME_BANG_MJ_CAIXA_INTERNO

Perfume + gel de banho + desodorante

De primeira fiquei mais encantado com a embalagem do que com o conteúdo — rolou aquela emoção de quem ama design—, logo dei aquela bela de uma sprayzada pra ver se era bom, mesmo com a premissa de que cavalo dado não se olham os dentes hahahaha E posso te dizer uma coisa, marrr eu te amo Marc Jacobs e Ann Gottlieb (perfumista criadora).

PERFUME_FRASCO_MJ_BANG

Depois de longo tempo usando apenas o Bellissima da Blumarine, e antes dele o Hippy Fizz da Moschino, me senti super seguro ao usá-lo (o BANG). Logo avisando que ele tem cheiro de madeira puuuura, mas é algo tão sutil e elegante, que passa despercebido a grandes distâncias. Perfeito para quem curte a história de que “perfume bom é aquele que se sente apenas ao chegar próximo”. Confesso que já virei fã e deixei um pouco de lado o Bellissima.

Uma historinha legal sobre a embalagem, que curiosamente lembra um pedaço de metal amassado: 

Como quando foi contratado pela CotyPrestige o nome BANG já havia sido escolhido, a inspiração para o formato do frasco veio diretamente do som e da forma da batida de uma marreta sobre uma placa metálica. Para se chegar ao resultado desejado, o próprio Harry (dono do estúdio de design que leva seu nome) martelou várias delas em seu estúdio.

Escolhida a “martelada perfeita”, esta foi tridimensionalmente digitalizada e trabalhada para se chegar ao resultado final da embalagem. Segundo o próprio designer, isto conferiu ao frasco “um aspecto honesto, espontâneo, masculino e divertido”. Depois do frasco pronto, são coladas duas placas de metal (observem a espessura), caprichosamente estampadas com o mesmo padrão para que se encaixem perfeitamente nos “relevos produzidos pela martelada”. (Via: packbyday)

Genial, não?!

2

Suco de maçã

PERFUME_DKNY_ARTE_1Como falei no post anterior, não gosto messssmo de perfumes fortes, amadeirados, cheiro de homem na obra. Claro, isso é só apenas no meu caso, mas eu gosto de sentir nos outros (Hahaha paquera feelings).

Faz um tempo que eu venho tendo um affair a distância com a linha Be Delicious da DKNY, depois que eu recebi uma amostra do perfume fiquei meio fissurado por esse cheiro de maçã verde. Sou fã desse tipo de fragrância que transparece frescor, me sinto super bem, os últimos que usei nesse frescor todo foram o Hippy Fizz da Moschino e o Greeen Tea da Elizabeth Arden.

PERFUME_DKNY_ARTE_2

Falando do perfume, essa edição especial do Be Delicious foi criada exclusivamente para o Verão 2013, eau de parfum que nem é tão exagerado assim. Quer dizer, é a versão original só que tudo totalmente elevado. As notas, o cheiro de maçã verde, o frescor. Tudo bem intenso, como já diz o título “Be Delicious So Intense”,

Posso dizer que já entrou na minha futura lista de compras? Então…

2

Suavidade na medida certa!

Confesso que sou apaixonado por perfumes, por mim eu teria uns 20 na minha bancada, mas como tudo na vida requer escolhas, tive que optar por dois perfumes que sempre me rendem bons elogios.

Na maioria das vezes que encontro com amigos ou amigas, tornam-se frequentes as perguntas por quais perfumes eu uso, daí resolvi mostrar quais são os que me acompanham dia e noite. São dois, porém perfeitos para qualquer ocasião.IMG_9466 copy

Eu sempre gostei de cheiros um pouco suaves, e nas raras vezes que usei notas mais fortes, foram perfumes catados da bancada da minha tia (Angel, Dolce & Gabbana e uns da Kenzo). O bom de notas refrescantes/florais/frutais é que elas não invadem o “espaço olfativo” do outro, isso quer dizer, não incomodam (se usadas na medida certa) o nariz alheio.

Para o dia a dia (e até algumas vezes à noite) eu costumo usar uma das fragrâncias da linha Águas e Brisas da Avon, Íris Encantada. Comprei assim que foram lançadas lááá em 2011, sempre tenho uma reservada.

Ela tem um cheiro que inicialmente é meio forte, mas é só questão de segundos para que ela mude completamente e transforme-se em uma brisa fresquinha. Um cheirinho de pêssego e chá verde que me deixaram completamente relaxado, com aquele sentimento de aconchego. Além disso, durou uma manhã inteira, perfeito para quem trabalha por turno e quer se manter perfumado (a) durante as 4 horas em que exerce suas funções.

PERFUME_BELISSIMA_BLUMARINE copy

De noite ou nos fins de tarde tenho uma paixonite especial pelo Bellissima, perfume da Blumarine lançado em 2009. É um eau de parfum que na minha opinião entra no hall de perfumes como: Miss Dior Chérie, Flowerbomb e Chloé. É um perfume romântico que preencheu todas as minhas expectativas.  A compra dele foi uma daquelas “no escuro”, já que a marca não é tão conhecida no Brasil e consequentemente sem muitos reviews de usuárias.

O cheiro dele me encanta pelo fato de todas as suas notas de cabeça, coração e fundo, centrarem uma suavidade sofisticada, típica dos italianos. E é exatamente como falei no início do post, ele não agride o nariz de ninguém e rende muuuuuitos elogios. Na minha pele dura mais de 6 horas, já tive casos de sair às 10 da noite e chegar em casa às 5:00 da manhã e ele continuar intacto. Nem doce de mais (Amor amor, Cacharel) e nem de menos. Na medida certa!

Cata só a descrição de notas: Notas de saída — Toranja, Laranja, Notas aquáticas e Gengibre. Notas de coração — Peônia e Flor de Passiflora. Notas de fundo — Almíscar, Sândalo, Baunilha e Madeira de Cashmere.

Até o próximo post. 😉

2

Truque pra manter a pele sequinha usando protetor solar

Se tem um problema que todo mundo, principalmente os meninos, fazem questão de relatar em relação ao uso do protetor solar, esse é: deixa a pele toda oleosa e melecada. Eu sei que é um baita problema encarar esse sol senegalense e ainda manter um nível de proteção mínimo, mas tem que usar, né!

Há uma solução prática, que colocaria todas as minhas dicas pra correr. Roc Minesol Oil Control. Mas como esse bendito protetor teve um aumento de quase (pasmem) R$30,00 em menos de 1 ano (passou de R$49 para R$79), tive que cortar da minha cesta básica de universitário. Além do que, ainda recebo reclamações de que ele ainda deixa a pele com uns traços básicos de oleosidade.

Mas e ai que existe solução pra tudo nessa vida, né verdade?! Tive que trocar o ROC por um mais barato, e o escolhido foi um da Natura, fotoequilibrio fps 30. Mesmo prometendo na embalagem “oil free”, ele manteve minha pele naquela “melecancia” de leve, principalmente eu, que tenho pele com tendência a acne + oleosidade na zona T (testa, nariz e queixo).

PROTETORES

Daí que aproveitando meus conhecimentos sobre maquiagem (alo alo Maquiagem Masculina) tive que solucionar isso do meu jeito. Bom, barato e procurando o que eu tinha em casa. E o truque para transformar o óleo em pele sequinha foi…. Primer!. Achou papagaiada demais (isso para os meninos/rapazes/boys etc)? Hahahah Nem se preocupem, não deixa rastro algum na pele!  IMG_9399 copy

O truque já é velhinho para as meninas, porque né, elas já tem toda uma preparação digna de Oscar para driblar todos esses problemas. Mas aí vale para os meninos: eu espalho o protetor, aguardo alguns segundos e aplico o primer , que reduz drasticamente o óleo e até cobre um pouco daqueles poros estourados e vermelhos. Lembrando que ele não tem cor, então beleza!

IMG_9410 copy

Esse da Benefit é uma mão na roda! Ele até parece que vai deixar sua cara com cor de tijolo, mas tudo desaparece assim que aplicado na pele. O bixo deixa a pele aveludada que é uma beleza, não é a toa que ele (o Porefessional) é um dos mais vendidos na Sephora. Só o preço que incomoda um pouco, mas para substitui-lo indico o Magix da Avon, é baratex e ajuda enquanto o budget tá fraco.

IMG_9412 copy

Posso garantir que o efeito é satisfatório, economiza uma dinheirama e melhor ainda se você tiver o produto em casa, que é o meu caso.

Eu usei: The Porefessional – Benefit (thanksss @blogchicft).

#CamilaCoelhoFeelings #VicCeridonoSóQueNão