0

A VIDA SANTA DA DOLCE & GABBANA

A Dolce & Gabbana sempre teve um pé lá e cá com temas religiosas e uma profunda inspiração italiana. Como bom descendente de italiano que sou (meus avós são da região da Brescia), não me canso de amar o que a marca produz, tanto em roupas quanto em fragrâncias (sou fã da extinta linha Anthology, amava os números 1 e 18).

Para essa verão escaldante, os traços religiosos apareceram misturados as típicas touradas espanholas, vistas nas jaquetas que lembram muuuuito bem isso. O terço sai das mãos que olham cada conta e passam a figurar no pescoço, como se fosse um colar — esse truque já é bastante utilizado por aqui, daí Stefano e Domenico confirmam que vai continuar em alta sim #vaiterterçosim.

Segundo são os prints em aquarela reproduzindo touros, mármores totalmente trabalhados e santos (claro, tinha que ter). As calças continuam em modo alfaiataria cropped, perfeitas para serem usados com as sandálias pretas de couro. Por falar em sandálias, elas apareceram em quase todos os desfiles de Londres, Milão e Paris. Já, já subo um post com as mais legais, porque eu to amando esse mood “dedos livres”.

Dolce & Gabbana SS 15_ARTE_1Terceiro: Poás! Eu não imaginava mesmo que eles iriam trazem numa coleção tão rica de expressividade europeia essa versão quase pijama do bolinha. Adorei bastante o conjunto vermelho, um pouco caricato mas tá valendo. As mangas dessas maxi-camisetas (tanto de bolinha quanto de estampa) são longas, nada de apertar nos braços. Por isso gosto muito desse visual amplo na parte de cima, combina muito bem porque deixa o corpo respirar, além de ser bem confortável se combinado a uma parte debaixo mais sequinnha (calça slim é uma opção).Dolce & Gabbana SS 15_ARTE_2 Eu já quero o meu poá, e você?!

0

Look fácil e prático!

Para provar que semana de moda não é apenas feita de visuais complicado e exagerados, tem muita coisa que dá pra usar/inspirar completamente, tipo esse look do verão 2015 do Tom Ford.

Todo trabalhado num azul que varia entre jeans e camurça (fico só com o jeans, mas ok) finalizado com uma chelsea boot (vale ler o post do Rodrigo Perek sobre as botinhas), elas ultrapassam o atlântico e conseguem ser fáceis de reproduzir, tanto aqui na nossa terrinha quente quanto nos locais mais gélidos (alô sul!).

LOOK_PARA_USAR_JÁ_TOM_FORDAdorei!
Fotos: style.com //

0

HOT NOW = NIKE + RICCARDO TISCI

NIKE_RT_ARTE_1

Tá, não é tão hoooot e novo assim, mas sabe quando um tênis te encanta de um jeito que você tenta achar milhares de forma de conquistar o seu? Então. Quando foi lançada lá em abril, a parceria entre a Nike e o Riccardo Tisci (estilista da Givenchy) mobilizou todo mundo que ama sneakers (principalmente os asiáticos e eu).

A colaboração premium trouxe 4 modelos do lendário Air Force 1 (<3): low, mid, high e boot. Isso tudo em duas cores: preto e branco. O mais incrível dos tênis é que eles não distinguem gênero, qualquer um pode usar (numeração que vai da mais baixa até aquela do seu amigo que tem o pé nº45). No próprio street style deu pra perceber que ele virou queridinho dos boys e das girls.

NIKE_RT_ARTE_2

Já vi no próprio facebook vários usuários desfilando os seus modelos, do low ao boot (que realmente é uma bota). Mas aí vem a notícia de partir o coração… o modelo está esgotado em todas as lojas que o receberam no Brasil. Gostou? Então vai ter que buscar com bastante sacrifício na gringa. Sobre o preço$$$$$? Eles custam entre 500 e 700 reais, mas vai naquela de que é #investimento de estilo kkkkkk.

No instagram ele é sensação, os asiáticos são os que mais compram o modelo, até parece que tão brotando Nike do chão. Votz! Rolando a hashtag #nikert é visível a quantidade de tênis vendidos e os inúmeros looks feitos com eles. Separei alguns users que mandaram muito bem com os seus pares de Nike + R.T. , entre eles o Gabriel Gontijo do Papalizer Kid.

O que vocês acharam do modelo? Hot or Not?

Fotos: style.com // jak&jil // Instagram// divulgação // lookbook.nu

0

ESCOLHAS NA ZARA

Como disse num post anterior, ando procurando por peças que não façam muito rebuliço (meu guarda roupa inteiro é lotado de prints) e justifiquem seu uso por um tempão. No carnaval desse ano fui a Natal para fugir desse ai ai ai todo de festas e acabei visitando a recém inaugurada loja da Zara no Midway Mall, fiquei super feliz com a variedade de peças, principalmente com os acessórios (mas o preço não me deixou muito feliz).

Xafurdando entre as araras, encontrei uma bolsa super legal: toda preta, versão mini e  estruturada. Foi amor a primeira vista! Hahahaha levei! Porém fui assaltado dia desses e acabaram dando o desconto dos cinco dedos na coitada. Desde então venho paquerando com as novidades da Zara, só que agora fui além e elegi minhas três futuras compras (se o santo visa permitir, claro), tudo baseado no preto como manda a cartilha!ZARA_ESCOLHAS_1

Agora vamos ver se essa bendita compra vai dar certo! kkkkkk

0

Frescor au Brésil

PERFUME_ARTE_1

Foto: Come on John

Na minha viagem a João Pessoa (PB) em janeiro, entrei em contato com a natureza mais do que o normal, já que a cidade é rodeada de praias lindas e um clima aconchegante. Mas na minha fugidinha ao shopping (mesmo com a paz que a natureza confere, eu ainda amo a inquietação dos shoppings kkkk) visitei a loja da L’Occitane no Manaíra Shopping para provar a linha Au Brésil.

Como eu já tinha visto/lido em diversos sites sobre o lançamento, fui auxiliado por uma das atendentes na escolha do meu perfume. Para quem não sabe, a coleção tem como ponto de partida o Brasil — claro, o nome do nosso país estampa em língua francesa os rótulos (Brésil) — além de ser a primeira vez que a L’Occitane cria uma linha em parceria com outro país e foge da sua produção na França,  que significa o uso de produtos super brasileiros produzidos em São Paulo e na Bahia, inspirados por diversas plantas da nossa terra.

PERFUME_ARTE_2

Fotos: Instagram @comeonjohnn

Provei o perfume da linha Jenipapo e foi amor a primeira vista “cheirada” hahaha! Uma sensação refrescante e ensolarada, como se eu tivesse próximo a uma das praias da cidade. Levei e usei até a última gota — por falar nisso, os perfumes além de muito bons são baratíssimos, numa média de R$80 pelo frasco de 300ml— , tanto é que já comprei Jenipapo, Vitória-Régia e Bromélia, cada um mais incrível que o outro.

Pra quem procura um cheirinho especial e bem suave, eles são a opção certa. Eu geralmente uso o meu a qualquer hora de tão refrescante que ele é.

———

Não segue o blog no insta e no Facebook? Corre lá que dá pra acompanhar todas as novidades e mais algumas coisinhas. Hahaha
instagram.com/comeonjohnn
facebook.com/comeonjohn

Bjoo!

0

A BOLSA DOS MEUS SONHOS <3 BURBERRY

A Burberry nunca foi uma das minhas marcas favoritas, acho que nunca combinei com esse lifestyle britânico que eles passam, tudo demais pra mim. Mas depois de acompanhar o desfile que aconteceu nessa terça, dei uma pulo da cadeira e consegui me apaixonar por quase tudo que foi apresentado.

BURBERRY BOLSA 6

Inspirados pelo clima vintage britânico, a coleção de verão trouxe acessórios e bolsas que já são hits (podendo ser encomendados desde já).

As bags ganharam duas versões “Everyday Satchel” (em tamanho menor para o dia a dia) e a “Travel Satchel” (maior, recomendada para viagens e/ou carregar maiores coisas), produzidas em couro e pintadas manualmente pelos artesãos da própria marca, garantindo também a assinatura personalizada do seu dono feita numa placa de metal. Eu adorei e acho que já poderia ter uma kkkkk #kdjabá?

BURBERRY BOLSA 1

Claro que eu me animei, a qualidade é impecável! Os prints que chamam atenção foram pensados para reproduzir capas vintages de livros britânicos em uma linda tipografia, ilustrados em quase todos os itens do desfile. Agora é esperar que elas apareçam constantemente nas mãos de Kadu Dantas e de outros musos do street style.

BURBERRY BOLSA 2Fotos: Divulgação/Burberry

0

London Fashion Week pt.1

Talvez a semana de moda masculina de Londres não seja um fiel espelho do que iremos usar copiosamente na próxima temporada, mas sempre que possível, apresenta novas silhuetas, quebra tabus (alô J. W. Anderson!) e nos faz pensar em que direção a moda masculina está caminhando.

LFW_SS15_5

Backstage do J.W. Anderson.

Eu que não frequento desfiles mas to sempre na fila A do Style.com, vivo a anotar tudo de mais legal que deu pra ver nas galerias do site. Essa semana mesmo selecionei o que mais fez meus olhos brilharem na LFW (London Fashion Week) ou que propuseram alguma mudança ou dica de styling interessante.

Como ando numa fase muito “clean”, procurei  fugir de estampas e padronagens, talvez pelo fato de estar valorizando muito mais peças atemporais,  sempre na conta do “preço por vestida”, técnica essa que eu aprendi com a vizinha de blog, Thereza Chammas. Mas vamos lá pras fotos!

A DKNY, que se mudou de NY e agora passa a desfilar em Londres, estreia na nova terrinha com uma coleção completamente usável. Junto com a Margaret Howell (outra marca da terra da rainha), ensinam como usar cores forte no dia a dia, sem complicação alguma.

LFW_SS15_1

Ainda sobre a DKNY, tenho que confessar que a sacada de levar os ternos de baseball pra passarela foi ótima! Já vi alguns gringos que vem fazer intercâmbio por aqui usando a peça, mas agora ficou muito mais legal (tendência mode on hahaha).

LFW_SS15_2Cores quentes foram a sensação do desfile do Christopher Kane. Ele que vem se destacando por fazer uma moda que investe em desenhos gráficos , ganhou espaço e agora faz parte do conglomerado Kering (dono da Balenciaga, Saint Laurent, Alexander McQueen etc), que o tornou hit de vendas em quase todos os e-commerces onde suas roupas estão a venda.

Fica claro que suas peças seguem o puro ready-to-wear, dá pra vestir todos os looks logo de cara. Nessa apresentação gostei desse jogo entre o preto e o vermelho, verde e preto e até do color blocking de ficar cego (pink, laranja e vermelho). Além disso, o modo como a barra das calças foram feitas tornou tudo mais legal. Vale a pena conferir a loja dele dentro da multimarcas SSENSE.

LFW_SS15_3

Nessa minha vida em que tenho a obrigação de usar óculos de grau 24h per day, vivo numa constante busca por modelos legais. O Jonathan Saunders mostrou modelos super fechados, que lembram até óculos para esquiar.

Curti o lance das lente degradês, porque proporcionam a ideia de continuar de óculos mesmo em ambientes de pouca luminosidade, sem a chatice de trocá-los sempre que entrar em algum local. Usei da mesma técnica nos meus dois últimos óculos de sol, que me salvaram pencas quando esquecia os óculos de grau em casa.

LFW_SS15_4

O que vocês acharam? Será que algumas dessas ideias de styling/peças podem começar a surgir por aqui?
Espero que sim!

Bjss

Fotos: Dazed Digital, Style.com