4

10 motivos para adorar Catherine Baba

Como faz um bocadinho de tempo que não posto por aqui, andei repensando sobre novas categorias e umas pautas legais para abordar nesse bendito espaço.

Dia desses andei num frenesi danado lendo sobre Catherine Baba, Carlyne Cerf, Michelle Harper, Daphne Guinness entre outras lyndas do mundo da moda. Daí que me veio a “iluminação divina” em querer comentar sobre minhas musas. Não que eu seja um estilista ou uma celebridade, mas acho que todo mundo deveria ter uma pessoa que a inspire, coisa fora da realidade ou não. Hahaha

CATHERINE BABA (3)

Escolhi a Catherine Baba para ser a representante número #1 da categoria pelo simples fato: ela é ÚNICA em todos os sentidos. Pode parecer babação de ovo, mas quem segue o instagram e o twitter dela (@catherinebaba, segue lá) percebe e entende toda a magia alçada sobre a mulher mais estilosa de Paris. Ela é divertida, enigmática e autêntica.

Separei 10 motivos que levarão você a gostar, ou, pelo menos criar uma pontinha de curiosidade sobre essa criatura excêntrica. J’ADOOOOORE!

#1 Nascida em Sydney, porém radicada em Paris, esconde seu ano de nascimento. Ninguém sabe sua real idade (eu chuto 40 anos), diz ela que nasceu durante a década de 30 num período de glamourização geral. Mas vamos dar um crédito ao senso de humor da moça (que é sensaaaacional) e pensar que ela não é uma múmia. Ps: Disse ela recentemente em uma entrevista que nunca foi adolescente, já nasceu preparada para Paris. Ok, então.

CATHERINE BABA (11)

#2 Sotaque extremamente original! uma mistura de inglês com francês, que resultam em um “franglês” dramático, cheio de multiplicação de silabas, tipo like, ism, ation, oise, age e por aí vai. O nome disso? BABAISM! Detalhe básico: ela escreve apenas em CAPS LOCK, é como se fosse a nossa Xuxa brasileira. Mas é só o jeitinho dela, tá? #INSTAGLAMIFICATION

#3 Um de seus maiores ícones é a eterna Diana Vreeland, ex-editora da Vogue americana e da Harper’s Bazaar. Herdou boa parte do seu comportamento, linguagem (sim, Diana tinha esse jeito exótico meio franglês de falar. PIZZAZZ♥) e o jeitinho maravilhoso de levar a vida.

Sem Título-3

#4 Catherine anda de bike, isso mesmo, bike, durante a semana de moda de Paris (tanto prêt-à-porter quanto Haute Couture). Nada de tênis ou chinelos para pedalar! Salto alto é o que nossa darrrrrrrling usa para dar suas longas pedaladas pela cidade luz, munida de looks incríveis e uma porrada de fotógrafos de street style seguindo-a. Ps.: mas de vez em quando ela aceita uma caroninha básica.

Sem Título-4

#5 Mantém uma coleção gigantesca de peças vintage do Yves Saint Laurent. Mais de 300 roupas, acessórios e até vestidos Haute Couture.

CATHERINE BABA (10)

#6 Seu oxigênio? ACESSÓRIOS! Constroem e desconstroem seus looks sempre, sempre, sempre. Pode reparar que em seus looks constantemente terão dezenas deles. É quase lei. Quase não, É LEI.

CATHERINE BABA (14)

#7 Acho que esse é uma das partes que mais me encantam: a motivação para vestir-se como quiser, sendo feliz da sua maneira. Em quase todas as suas entrevistas ela exalta a qualidade de ser original, de ir contra maré, sem escutar mimimis alheios. Suas lições?  STYLE IS TIMELESS, FASHION IS DISPOSSABLE…THE CHOICE IS YOURS! FEELING DIVINE IS EVERYTHING! AMUSE ONESELF! (algo como “estilo é atemporal, a moda é descartável… A escolha é sua! Sentir-se divina é tudo! Divirta-se consigo mesmo!)

CATHERINE BABA (41)

#8 Seu perfume favorito é um clássico criado para Catarina de Médici quando a própria mudou-se para França, casando-se com Henrique II. A colônia leva o mesmo nome da perfumaria icônica, ‘”SANTA MARIA NOVELLA”. Só pra constar, o perfume foi criado em 1612. Bem recente, né?

Sem Título-5

#9 Sua atitude e postura exaltam ainda mais as peças que a caracterizam. Óculos de sol enormes, turbantes, vááárias pulseiras e saltos altíssimos. Marca registrada!

CATHERINE BABA (15)

#10 Finalizando de vez… Ela é amiga da…. Dita Von Teese. PÁ! Para mim esse já um motivo mais que especial. Melhor ainda é saber que as duas cozinham e fazem programinhas juntas, tipo amizade eterna. “Dita, vamos rangar lá em casa? Bora, Catherine! Formô!” kkkkkkkkkkkkkk

CATHERINE BABA (30)

4

Ding dong, hora de voltar!

Como diria minha mãe: “o bom filho à casa torna”. E não é que ele retornou?! Após dois meses sem escrever um “ai” nesse bendito espaço, cá estou eu de férias da universidade, com um tantinho de tempo de sobra e muita coisa para contar.

POST_COMEBACK

Voltei, wordpress! ♥

Não viajei pra orópa, nem para os Emirados Árabes Unidos, apenas estive recluso por motivos de… vida offline. Mas estou bem feliz em poder estar novamente aqui, compartilhando sobre tudo o que eu gosto e acho relevante (ou penso que seja).

9170-1Bom aluno que sempre fui (mentira, mas de vez em quando tento ser), estou tentando absorver as técnicas de agendamento de posts com a vizinha Ale Garattoni (que agora está off, mas promete um comeback super legal). Pretendo não perder o passo por aqui, já que, né, meu papel como futuro jornalista é pelo menos tentar escrever ou contar algo.

KINFOLK -  Ice Cream and Flowers 5

Espero que esse meu pique dure por muuuuuuito tempo. E vamos que vamos, hora de por a mão na massa!